SER-SE

Atualizado: 27 de set. de 2021

Para os de cá

sou de lá

Para os de lá

sou daqui

Para os que não sabem de onde venho

sou as suas conveniências, as suas adivinhações

Para mim mesmo

sou a mistura de vários instantes

sou a soma de:

- pedaços de lugares em que me deliciei de seus aromas

- segmentos de tempos em que me descobri poeta existencial

- reflexo de personagens com as quais convivi e aprendi boas e más coisas existenciais


Sou também produto de casos e acasos

de dores e prazeres

de diferentes sabores da infância, como:

doce e amargo

salgado e picante

azedo e insípido

refrescante e agridoce


Mas também aceito ser a equação em construção de um SER por imaginar


Na Verdade

Eu sou um sonho por ser sonhado

por sonhadores da calibre de

Chinua Achebe, Fernando Pessoa, Franz Fanon

Friederich Nietzsche, Ngũgĩ Wa Thiong’o

Marcelino dos Santos, Milan Kundera e outros.


Maputo, Julho de 2020 – Revisto em Tete, aos 12 de Janeiro de 2021


Stefan Florana Dick

33 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O teu silêncio machuca O teu silêncio fala e diz algo que não apazigua o meu coração O teu silêncio transmite frieza e distância Teu silêncio silencia a minha voz, as minhas vontades, as minhas div