Sinfonia

Atualizado: 27 de ago. de 2021


De todas as madrugadas já calhadas e talhadas

eu prefiro esta em que tu e eu

vestidos do nosso silêncio

devaneamos para além

dos mundos das nossas querenças

e nossos corpos sequiosos

de apetências concupiscentes

souberam corresponder a linguagem lírica

deste querer profundo dos nossos corações

De todas as loucuras que já provamos

eu elejo esta em que tu e eu

estamos despidos dos nossos orgulhos supérfluos

e mergulhamo-nos um no outro

numa paz solene feita eternidade

à procura de um orgasmo poético

numa única sinfonia

De todas as juras de amor que já nos proferimos

eu assumo o teu SIM de hoje

como o nosso reinício amoroso.


Stefan Florana Dick

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O teu silêncio machuca O teu silêncio fala e diz algo que não apazigua o meu coração O teu silêncio transmite frieza e distância Teu silêncio silencia a minha voz, as minhas vontades, as minhas div